Carta manifesto ao Camp Chopp bar HOMOFÓBICO em Campinas!

COMBATER A HOMOFOBIA: ESSA LUTA É TODO DIA

No dia 9 de Julho de 2010, (sexta-feira passada), fomos mais uma vez atingidos em nossa dignidade em razão de uma grave violação de direitos humanos contra um jovem gay de 18 anos, JONATHAN EDUARDO ALVES DO PRADO vítima de agressão covarde e homofóbica por parte de um segurança GUSTAVO PIRES RODRIGUES, do bar CAMP CHOPP, na Praça Bento Quirino, no centro de Campinas.

Em atitude abertamente homofóbica, o segurança ofendeu verbalmente o jovem Jonathan e na seqüência lhe desferiu um tapa no rosto, um golpe de cassetete no braço e por último em sua cabeça, o que fez com que o jovem desfalecesse e perdesse muito sangue, sendo socorrido e levado ao pronto-socorro, numa situação de alto risco que poderia até mesmo ter tirado sua vida. E mesmo depois de tudo isso, o agressor ainda afirmou que "viado tem mesmo que morrer", não deixando qualquer dúvida sobre suas motivações de ódio a homossexuais.

Esta não é a primeira e certamente não será a última ocorrência de homofobia (ódio, aversão ou intolerância contra pessoas em razão de sua orientação sexual ou identidade de gênero) no município de Campinas, no Estado de São Paulo e no Brasil, e temos consciência do desafio que enfrentamos, nesta luta cotidiana contra as situações de discriminação contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Mas é nossa obrigação vir a público e denunciar esta barbárie praticada em razão do ódio homofóbico, exigir que as autoridades públicas municipais, estaduais e federais tomem as providências cabíveis, e convocar à população à solidariedade não apenas ao jovem Jonathan, mas a todas as pessoas que são vítimas de discriminação e intolerância, seja por homofobia, machismo, racismo, intolerância religiosa ou procedência regional ou nacional, ou qualquer outra motivação de desigualdade.

Precisamos mais uma vez erguer nossas vozes pela aprovação no Senado do PLC nº 122 de 2006, criminalizando a homofobia, e denunciar estes fatos perante o Governo Municipal para aplicar a Lei Municipal nº 9.809 de 1998, que pune qualquer ato de discriminação em Campinas, e perante o Governo Estadual para a aplicação da Lei Estadual nº 10.948 de 2001, punindo atos homofóbicos no âmbito do Estado de SP.

Para reafirmar publicamente nosso repúdio a este fato e a toda e qualquer forma de discriminação, e dizer a todo o povo de Campinas, do Estado de SP e do Brasil que não haverá uma verdadeira democracia sem o respeito a todas e todos, com a superação de todas as formas de opressão à humanidade, estamos convocando uma manifestação pública para esta sexta-feira, 16/07/2010, às 19h00, na Praça Bento Quirino, e contamos com a presença de quem está nessa luta pra valer.

 

DIGA NÃO À DISCRIMINAÇÃO! HOMOFOBIA NUNCA MAIS

 

Organizações que assinam este manifesto :

 Aos Brados-Vivência Digna da Homossexualidade

Comissão Organizadora da Parada LGBT de Campinas

Comunidade LGBT da Vila Padre Anchieta

E-Camp - Grupo E-Jovem em Campinas

Grupo E-Jovem de Adolescentes Gays, Lésbicas e Aliados

 Identidade – Grupo de Luta Pela Diversidade Sexual

 MO.LE.CA – Movimento Lésbico de Campinas

 NuDU – Núcleo de Diversidade Sexual da Unicamp

Frente LGBT do PcdoB

Núcleo LGBT do PT

 Juventude do Movimento Democrático Brasileiro- JMDB Campinas

Associação Cida da Terra - Promotoras Legais e Populares de Campinas

Associação Social

Cultural e Beneficente de Tradições Afro-Brasileiras "Inzo Musambu" Rainha das Águas Doces

Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Campinas

Coordenadoria Nacional LGBT da UBES (União Brasileira de Estudantes Secundaristas)

Escola Jovem LGBT

Coletivo LGBT da CUT (Central Única dos Trabalhadores) SP

 Coletivo LGBT da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de SP) 

Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas 

 UJS Campinas - União da Juventude Socialista de Campinas



FIQUE MAIS PROTEGIDO ENQUANTO FAZ DOWNLOADS INSTALE GRÁTIS O INTERNET EXPLORER 8.

Lohren Beauty

Um comentário:

  1. viado tem mesmo que morrer

    ai ai absurdo

    mandar uma pessoa com esta cabeça pra argentina
    la foi assinada a lei pelo casamento gay esta madrugada

    isso sim e gente pra frente

    ResponderExcluir