ADOLESCENTE DE 16 ANOS É ASSASSINADA POR SER HOMOSSEXUAL

Pra quem acha que nós miltitantes somos chatos, e que só queremos chamar a atenção! Aí está uma coisinha pra você pensar; todos nós lutamos para que crimes bárbaros como este pare de acontecer - imagine se esta garota fosse uma parente sua? E se ela fosse sua filha? Ese ela fosse sua irmã?

Pense nisso e entre na luta contra a homofobia.

GAROTA ASSASSINADA


O corpo da adolescente Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrado
por policiais militares e civis em uma fazenda em Itarumã (GO), na tarde
desta terça-feira (5). Ela estava desaparecida desde 13 de março, quando foi
vista pela última vez com o ex-namorado, um rapaz de 17 anos, suspeito do
crime. O pai dele, um agricultor de 36 anos, está preso por também ser
suspeito do homicídio.

Segundo o delegado Samer Agi, responsável pelo inquérito policial, a menina
foi morta com um golpe de faca no pescoço e no peito. "A vítima teve um
breve relacionamento com um menino de 17, que foi internado em uma cela
específica para adolescente infrator. Acontece que a vítima se apaixounou
pela irmã do suspeito, de 16 anos, com quem passou a namorar. O
relacionamento homossexual durou cerca de um ano, contrariando a família do
rapaz. Trata-se de um crime homofóbico."

Agi disse ainda que o agricultor, pai da menina que namorava com a vítima,
foi preso preventivamente em 25 de março. "Temos convicção de que ele é o
maior responsável pela morte da vítima. O filho dele, ex- namorado da
vítima, está dizendo que foi o responsável pelo crime para livrar o pai da
prisão. Há relatos de testemunhas sobre a família não aprovar o namoro das
duas meninas."

O delegado informou que, em depoimento, a namorada da vítima disse que o pai
dela já teria feito ameaças de morte para a joverm morta. "Quando foi ouvida
por nós, ela nos disse que o pai seria capaz de matar a menina e que já
tinha feito essas ameaças anteriormente."

Segundo a Polícia Militar, um primeiro mandado de busca e apreensão foi
cumprido para tentar localizar o corpo da vítima em 19 de março, sem
sucesso. Uma nova operação foi montada nesta terça-feira para tentar
encontrar o corpo da adolescente e a motocicleta usada para levar a vítima
até a fazenda.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros da região está fazendo buscas em um rio na
região para tentar encontrar a motocicleta.

Agi afirmou que o agricultor está preso na Delegacia de Itarumã e o filho
internado em uma cela específica para adolescente infrator em Aparecida do
Rio Doce (GO). A vítima morava na cidade de Cassilândia (MS) e teria sido
atraída para a cidade, no dia do crime, pelo ex-namorado. "O inquérito é de
homicídio qualificado por motivo torpe e pelo fato de a vítima não ter tido
possibilidade de defesa", disse o delegado.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o corpo da vítima foi encontrado
enterrado, de cabeça para baixo, em um brejo. "Em depoimento, o ex-namorado
da vítima disse que teve a ajuda do irmão, de 13 anos, para arrastar, cavar
um buraco e jogar o corpo da adolescente no local. A motocicleta teria sido
jogada no rio pelo irmão mais novo, sempre de acordo com o depoimento do
rapaz", disse Agi.

Menina de MS é encontrada morta em Goiás e pai da namorada dela é principal
suspeito

O relacionamento de uma jovem de Cassilândia com a filha de um fazendeiro de
Goiás acabou em tragédia. A jovem de 16 anos que morava na cidade
sul-mato-grossense, foi encontrada morta nesta terça-feira (05) no município
de Itarumã (GO).

Adriele Camacho Almeida estava desaparecida desde o dia 13 do mês passado,
quando teria viajado de Cassilândia até o município goiano para encontrar
outra adolescente, com quem estaria namorando. O corpo de Adriele foi
encontrado enterrado em uma fazenda da região.

Ela foi morta a facadas e o corpo foi enterrado de cabeça para baixo, em uma
cova estreita e profunda. Após assassinar a garota, os autores jogaram a
moto dela no leito do Rio Corrente, na altura da ponte da rodovia que liga
Itarumã a Itajá.

Ainda na tarde desta terça-feira, uma equipe de resgate náutico do Corpo de
Bombeiros de Jataí (GO) foi acionada e se deslocou para Itarumã com o
objetivo de encontrar e resgatar a moto.

No último dia 19, a justiça de Caçu (GO), com base nas denúncias, expediu um
mandado de busca contra um adolescente de 17 anos, e de prisão para Cláudio
R.A., de 36 anos, pai do jovem. Eles negaram envolvimento no sumiço da
jovem, mas permaneceram presos.
Cláudio é o principal suspeito do crime, que teria cometido porque não
aceitava o relacionamento homossexual entre a sul-mato-grossense e a filha
dele.

Nesta terça-feira, um garoto de 13 anos, também filho de Cláudio, assumiu
que teria ajudado o irmão a ocultar o corpo de Adriele. O garoto levou os
policiais até o local e o corpo foi encontrado enterrado.

O garoto contou ainda, aos policiais, que foi seu irmão o executor e mentor
do homicídio. Ele disse que os dois enterraram a adolescente de cabeça para
baixo usando uma cavadeira.
fonte:. (Com informações da Difusora Online e
Cassilândia News)

Chesller Moreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário